Você Já Pode Adquirir o CD - Dupla Honra Cantora Mary Leandro FRETE JÁ INCLUSO - Receba na sua Casa Contato - (83) 9 81168227 Wattsapp- (011) 9 9660-2968 O CD da Cantora Mary

Envie Fotos,Vídeos,Mp3,Blogs,Fóruns,Comunidades,Slides,Eventos,e Compartilhe com sua Igreja ,Ministério,Familiares e as Suas Redes Sociais

Aniversários

Não há aniversários hoje

Lição 5, Identidade do ESPÍRITO SANTO
3º Trimestre de 2017 - Título: A Razão da Nossa Fé: Assim Cremos, assim Vivemos
Comentarista: Pr. Pres. Esequias Soares, Assembleia de DEUS, Jundiaí, SP
Complementos, ilustrações e vídeos: Pr. Luiz Henrique de Almeida Silva - 99-99152-0454
Veja estudo sobre Dons do ESPÍRITO em- http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/donsdoespiritoSANTO.htm
Veja estudo sobre O ESPÍRITO SANTO é DEUS - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/espiritoSANTO.htm

TEXTO ÁUREO
"Não sabeis vós que sois o templo de DEUS e que o ESPÍRITO de DEUS habita em vós?" (1 Co 3.16)

VERDADE PRÁTICA
Cremos que o ESPÍRITO SANTO é a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, Senhor e Vivificador, que convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo, regenera o pecador, e que falou por meio dos profetas.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Mt 28.19 O ESPÍRITO SANTO é DEUS
Terça - 2 Co 3.6,17 O ESPÍRITO SANTO é Senhor
Quarta - Jo 16.8 O ESPÍRITO SANTO convence do pecado, da justiça e do juízo
Quinta - Tt 3.5 O ESPÍRITO SANTO regenera
Sexta - 2 Pe 1.21 O ESPÍRITO SANTO falou por meio dos profetas e apóstolos
Sábado - Jo 16.13 O ESPÍRITO SANTO é o Consolador

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - João 14.15-18,26
15 - Se me amardes, guardareis os meus mandamentos. 16 - E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, 17 - o ESPÍRITO da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós. 18 - Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. 26 - Mas aquele Consolador, o ESPÍRITO SANTO, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

OBJETIVO GERAL - Mostrar que o ESPÍRITO SANTO é a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade ?e que Ele convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Compreender quem é o ESPÍRITO SANTO;
Mostrar a divindade do ESPÍRITO SANTO à luz da Bíblia;
Apresentar os atributos da divindade;
Analisar a personalidade do ESPÍRITO SANTO.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Prezado professor, nesta lição estudaremos acerca da Terceira Pessoa da Trindade, o ESPÍRITO SANTO. Ele não é um fogo, um vento ou uma força, mas DEUS. Uma das provas da sua deidade reside no fato de que Ele possuí atributos divinos. Sem sua ação teria sido impossível conhecer a DEUS e a JESUS CRISTO. Sem Ele jamais teríamos experimentado o novo nascimento e a santificação. Alguns, erroneamente, acreditam que o ESPÍRITO SANTO entrou no mundo somente no dia de Pentecostes. Mas, a Terceira Pessoa da Trindade esteve também presente na criação (Gn 1.26), no ministério de JESUS e dos discípulos.

PONTO CENTRAL - Cremos que o ESPÍRITO SANTO é a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade.

Cremos (Confissão de Fé) - POR FAVOR, LEIA PARA A IGREJA
1. Na inspiração divina verbal e plenária da Bíblia Sagrada, única regra infalível de fé e prática para a vida e o caráter cristão (2 Tm 3.14-17);
2. Em um só DEUS, eternamente subsistente em três pessoas distintas que, embora distintas, são iguais em poder, glória e majestade: o Pai, o Filho e o ESPÍRITO SANTO; Criador do Universo, de todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, e, de maneira especial, os seres humanos, por um ato sobrenatural e imediato, e não por um processo evolutivo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29; Gn 1.1; 2.7; Hb 11.3 e Ap 4.11);
3. No Senhor JESUS CRISTO, o Filho Unigênito de DEUS, plenamente DEUS, plenamente Homem, na concepção e no seu nascimento virginal, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e em sua ascensão vitoriosa aos céus como Salvador do mundo (Jo 3.16-18; Rm 1.3,4; Is 7.14; Mt 1.23; Hb 10.12; Rm 8.34 e At 1.9);
4. No ESPÍRITO SANTO, a terceira pessoa da Santíssima Trindade, consubstancial com o Pai e o Filho, Senhor e Vivificador; que convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo; que regenera o pecador; que falou por meio dos profetas e continua guiando o seu povo (2 Co 13.13; 2 Co 3.6,17; Rm 8.2; Jo 16.11; Tt 3.5; 2 Pe 1.21 e Jo 16.13);
5. Na pecaminosidade do homem, que o destituiu da glória de DEUS e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de JESUS CRISTO podem restaurá-lo a DEUS (Rm 3.23; At 3.19);
6. Na necessidade absoluta do novo nascimento pela graça de DEUS mediante a fé em JESUS CRISTO e pelo poder atuante do ESPÍRITO SANTO e da Palavra de DEUS para tornar o homem aceito no Reino dos Céus (Jo 3.3-8, Ef 2.8,9);
7. No perdão dos pecados, na salvação plena e na justificação pela fé no sacrifício efetuado por JESUS CRISTO em nosso favor (At 10.43; Rm 10.13; 3.24-26; Hb 7.25; 5.9);
8. Na Igreja, que é o corpo de CRISTO, coluna e firmeza da verdade, una, santa e universal assembleia dos fiéis remidos de todas as eras e todos os lugares, chamados do mundo pelo ESPÍRITO SANTO para seguir a CRISTO e adorar a DEUS (1 Co 12.27; Jo 4.23; 1 Tm 3.15; Hb 12.23; Ap 22.17);
9. No batismo bíblico efetuado por imersão em águas, uma só vez, em nome do Pai, e do Filho, e do ESPÍRITO SANTO, conforme determinou o Senhor JESUS CRISTO (Mt 28.19; Rm 6.1-6; Cl 2.12);
10. Na necessidade e na possibilidade de termos vida santa e irrepreensível por obra do ESPÍRITO SANTO, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas de JESUS CRISTO (Hb 9.14; 1 Pe 1.15);
11. No batismo no ESPÍRITO SANTO, conforme as Escrituras, que nos é dado por JESUS CRISTO, demonstrado pela evidência física do falar em outras línguas, conforme a sua vontade (At 1.5; 2.4; 10.44-46; 19.1-7);
12. Na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo ESPÍRITO SANTO à Igreja para sua edificação, conforme sua soberana vontade para o que for útil (1 Co 12.1-12);
13. Na segunda vinda de CRISTO, em duas fases distintas: a primeira — invisível ao mundo, para arrebatar a sua Igreja antes da Grande Tribulação; a segunda — visível e corporal, com a sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos (1 Ts 4.16, 17; 1 Co 15.51-54; Ap 20.4; Zc 14.5; Jd 1.14);
14. No comparecimento ante o Tribunal de CRISTO de todos os cristãos arrebatados, para receberem a recompensa pelos seus feitos em favor da causa de CRISTO na Terra (2 Co 5.10);
15. No Juízo Final, onde comparecerão todos os ímpios: desde a Criação até o fim do Milênio; os que morrerem durante o período milenial e os que, ao final desta época, estiverem vivos. E na eternidade de tristeza e tormento para os infiéis e vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis de todos os tempos (Mt 25.46; Is 65.20; Ap 20.11-15; 21.1-4).
16. Cremos, também, que o casamento foi instituído por DEUS e ratificado por nosso Senhor JESUS CRISTO como união entre um homem e uma mulher, nascidos macho e fêmea, respectivamente, em conformidade com o definido pelo sexo de criação geneticamente determinado (Gn 2.18; Jo 2.1,2; Gn 2.24; 1.27).

Resumo da Lição 5, Identidade do ESPÍRITO SANTO
I - O ESPÍRITO SANTO
1. A revelação divina.
2. O esquecimento.
3. O ESPÍRITO SANTO e os primeiros cristãos.
II - A DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO À LUZ DA BÍBLIA
1. A divindade declarada.
2. A divindade revelada.
3. Obras divinas.
III - OS ATRIBUTOS DA DIVINDADE
1. Alguns atributos incomunicáveis.
2. Alguns atributos comunicáveis.
3. O ESPÍRITO SANTO e a Trindade.
IV - PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO
1. As faculdades da personalidade.
2. Reações do ESPÍRITO SANTO.

SÍNTESE DO TÓPICO I - O ESPÍRITO SANTO está presente em toda a Bíblia.
SÍNTESE DO TÓPICO II -
Cremos na deidade do ESPÍRITO SANTO.
SÍNTESE DO TÓPICO III - O ESPÍRITO SANTO possui todos os atributos da divindade.

SUBSÍDIO DIDÁTICO TOP 1
Mostre aos alunos algumas das verdades a respeito do ESPÍRITO SANTO extraídas do evangelho de João:
Ele nunca nos deixará (Jo 14.6).
O mundo não pode recebê-lo (Jo 14.7).
Ele vive em nós e conosco (Jo 14.17).
Ele nos ensina (Jo 14.26).
Ele nos lembra as palavras de JESUS (Jo 14.26).
Ele nos convence do pecado, nos mostra a justiça de DEUS, e anuncia seu juízo contra o mal (Jo 16.8).
Ele nos guia na verdade, e nos dá conhecimento de eventos futuros (Jo 16.13).
Ele glorifica a CRISTO (Jo 16.14).
(Extraído da Bíblia de Estudo Cronológica Aplicação Pessoal, CPAD, p. 1472.)

PARA REFLETIR - A respeito da identidade do ESPÍRITO SANTO, responda:
Quem revela o Filho? - O ESPÍRITO SANTO é quem revela o Filho (Jo 16.14; 1 Co 12.3).
O que revela o relacionamento do ESPÍRITO SANTO com o Pai e o Filho? - O relacionamento do ESPÍRITO SANTO com o Pai e com o Filho revela a sua divindade e a sua consubstancialidade com Eles.
O que o Credo Niceno-Constantinopolitano declara sobre o ESPÍRITO SANTO? - O Credo Niceno-Constantinopolitano declara: "E no ESPÍRITO SANTO, o Senhor e Vivificador, o que procede do Pai e do Filho, o que juntamente com o Pai e o Filho é adorado e glorificado, o que falou por meio dos profetas".
O que significa ser batizado em nome do Pai, e do Filho e do ESPÍRITO SANTO? - Isso significa ser o ESPÍRITO SANTO objeto de nossa fé, pois em seu nome somos batizados, indicando reconhecimento igual ao do Pai e do Filho.
Quais são os três elementos constitutivos da personalidade no ESPÍRITO SANTO? - Intelecto, pois Ele penetra todas as coisas (1 Co 2.10,11), inteligência (Rm 8.27), emoção, sensibilidade (Rm 15.30; Ef 4.30) e vontade.

CONSULTE - Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 71, p38.

Resumo Rápido do Pr. Henrique da Lição 5, Identidade do ESPÍRITO SANTO

INTRODUÇÃO
Vemos claramente na Bíblia a exposição do ESPÍRITO SANTO como DEUS, coexistindo na trindade com o Pai e com o Filho, numa mesma substância. É clara sua identidade, sua deidade, sua personalidade, suas obras, suas reações e seus atributos.
Os primeiros cristãos não tiveram dificuldades em reconhecer tudo isto, mas vieram outras gerações que não conheceram os primeiros apóstolos e Paulo. Como no tempo dos hebreus, após a morte de Moisés e Josué, o povo se corrompeu, a igreja também, após os apóstolos, deixaram que heresias penetrassem em seu meio e a doutrina verdadeira foi corrompida. A partir do Concílio de Niceia. Iniciou-se uma tentativa de formulação da doutrina pneumatológica e na segunda metade do século IV foi mais desenvolvida para corrigir os heréticos de então.

I - O ESPÍRITO SANTO
O ESPÍRITO SANTO É DEUS.
Uma das citações bíblicas de maior clareza que comprova que o ESPÍRITO SANTO é DEUS está em Atos 5.1-4
Mas um certo homem chamado Ananias, com Safira, sua mulher, vendeu uma propriedade, E reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e, levando uma parte, a depositou aos pés dos apóstolos. Disse então Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao ESPÍRITO SANTO, e retivesses parte do preço da herdade? Guardando-a não ficava para ti? E, vendida, não estava em teu poder? Por que formaste este desígnio em teu coração? Não mentiste aos homens, mas a DEUS. Atos 5:1-4 - A DEUS - O ESPÍRITO SANTO É DEUS.

1. A revelação divina.
a- A Bíblia mostra que no Antigo Testamento houve uma mais clara manifestação da pessoa de DEUS PAI, ficando um tanto obscura a presença do Filho JESUS e do ESPÍRITO SANTO, nesta época. O judeus entendiam DEUS como unicamente sendo o PAI. Adotaram o Shemá e não viam nele a Trindade.
b- No Novo Testamento, mais precisamente nos evangelhos, temos a clara manifestação da pessoa do Filho JESUS que veio pessoalmente à Terra, em forma corpórea como ser humano, se fazendo em tudo semelhante aos homens (com exceção do pecado).
c- Também no Novo Testamento e em nossos dias, temos uma farta revelação da manifestação da pessoa do ESPÍRITO SANTO como DEUS. Ele foi enviado por JESUS, Mora conosco e em nós, nos ajuda em tudo para o sucesso de nossa vida cristã.
O Senhor JESUS revelou o Pai (Jo 1.18), e o ESPÍRITO SANTO é quem revela o Filho (Jo 16.14; 1 Co 12.3).

2. O esquecimento.
A bíblia possui inúmeros versículos que nos revela a identidade do ESPÍRITO SANTO - comprovam sua deidade (Divindade; qualidade de divino) do ESPÍRITO SANTO. Sua personalidade é revelada em seus atributos e ações. Seu relacionamento com o PAI nos indica tanto sua deidade como sua personalidade e nos fornece sua identidade.
Assim como o PAI e o Filho JESUS, o ESPÍRITO SANTO é mencionado, na Bíblia, desde Gênesis 1.2 até Apocalipse 22.17. Isso nos revela sua importância na trindade.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o ESPÍRITO de DEUS se movia sobre a face das águas. Gênesis 1.2
E o ESPÍRITO e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida. Apocalipse 22.17
Com o passar dos anos nações inteiras foram evangelizadas - muitos eram os novos convertidos e nenhum deles conheceu pessoalmente JESUS e nem os apóstolos. O verdadeiro ensino estava corrompido. Havia denominações que nem reconheciam JESUS como DEUS e muito menos o ESPÍRITO SANTO. Havia a necessidade de se corrigir as heresias e formular um credo de acordo com os ensinos de JESUS e dos apóstolos. Dai surgiram os concílios. O primeiro concílio aconteceu em Jerusalém, ainda no tempo dos primeiros apóstolos, para corrigir erros doutrinários e o constante debate entre Paulo e os judaizantes - Veja Atos 15. Após 100 anos houve a necessidade de se convocar novos concílios, o que foi providenciado. Esses concílios eram patrocinados por Imperadores, políticos hereges, mas DEUS colocou lá dentro seus servos fiéis e atentos nas decisões doutrinárias. Eles puderam participar e influenciar suas decisões. Dentre os principais destacam-se estes:
I Concílio de Niceia I, convocado no ano 325,
II Concílio de Constantinopla I, do ano 381,
III Concílio de Éfeso, do ano 431,
IV Concílio de Calcedônia, do ano 451,
V Concílio de Constantinopla II, do ano 553,

3. O ESPÍRITO SANTO e os primeiros cristãos.
A primeira geração não teve problemas em reconhecer o ESPÍRITO SANTO como DEUS - eram cheios do ESPÍRITO SANTO, eram acostumados a orar 3 horas por dia, a jejuarem pelo menos dois dias por semana, a estudar a bíblia pelo menos 3 horas por dia. Eram todos batizados no ESPÍRITO SANTO e a maioria deles era usada em dons do ESPÍRITO SANTO. Todos ganhavam almas. Era uma geração que tinha líderes cheios do ESPÍRITO SANTO e que marchavam na frente do povo com sinais, prodígios e maravilhas. Após 100 anos a igreja iniciou o declínio espiritual. Seus líderes se comprometeram com a política (imperadores e altos funcionários do reino romano), a oração diminuiu, o jejum sumiu, o estudo da bíblia rareou, o dinheiro apareceu, a avareza aumentou. O povo cristão se corrompeu e as heresias foram introduzidas no meio da Igreja. Começaram a duvidar da trindade e a desacreditar na deidade de JESUS e do ESPÍRITO SANTO.

II - A DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO À LUZ DA BÍBLIA

1. A divindade declarada.
Ora, o Senhor é o ESPÍRITO; e onde está o ESPÍRITO do Senhor, aí há liberdade.
Aqui a palavra “Senhor” está indicando o ESPÍRITO SANTO.
ESPÍRITO do SENHOR ou o ESPÍRITO de DEUS são nomes atribuídos ao ESPÍRITO SANTO. Isaías 11:2, repousará sobre Ele; 1 Samuel 16:14, retirou-se de Saul; 2 Samuel 23:2, falou por mim; Juízes 13:25, incitava Sansão; 2 Crônicas 15:1, ESPÍRITO de DEUS; 2 Crônicas 20:14, veio na congregação; Ezequiel 37:1, pôs Ezequiel no meio de um vale; 1 Coríntios 6:11, ESPÍRITO do nosso DEUS; Atos 8:39, arrebatou a Filipe; 2 Coríntios 3:18, transformados de glória em glória; Lucas 4:18, é sobre mim; etc...

Podemos notar que muitas vezes os nomes "DEUS" e "ESPÍRITO SANTO" aparecem alternadamente na Bíblia, indicando a deidade do ESPÍRITO SANTO: "Por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao ESPÍRITO SANTO, e retivesses parte do preço da herdade? [...] Não mentiste aos homens, mas a DEUS" (At 5.3,4b).

Veja o que o apóstolo Paulo afirma sobre o ESPÍRITO SANTO - "Não sabeis vós que sois o templo de DEUS e que o ESPÍRITO de DEUS habita em vós?" (1 Co 3.16).
"Não sabeis vós que sois o templo de DEUS" - Templo de DEUS - morada de DEUS, tabernáculo de DEUS. Paulo diz que é de DEUS, emprega o nome DEUS.
"ESPÍRITO de DEUS habita em vós?" - Agora diz que esse DEUS é o ESPÍRITO SANTO que habita no templo.

No Antigo Testamento também esta linguagem era usada, mas não muito observada pelos judeus. Os judeus, assim como muitos hoje, também entendiam que o ESPÍRITO SANTO era somente um poder, uma unção, e não DEUS. Somente alguns poucos entendiam que o ESPÍRITO SANTO era DEUS. Exemplo destes são Samuel, Davi, Elias, Elizeu, etc...
"O ESPÍRITO do SENHOR falou por mim, e a sua palavra esteve em minha boca. Disse o DEUS de Israel, a Rocha de Israel a mim me falou" (2 Sm 23.2,3).
Também ungirás a Arão e seus filhos, e os santificarás para me administrarem o sacerdócio. Êxodo 30:30

É nessa linguagem que a Bíblia diz que o ESPÍRITO SANTO é DEUS.

2. A divindade revelada.
Onde aparece na bíblia o PAI, o Filho JESUS e o ESPÍRITO SANTO (construções tripartidas), isso nos mostra claramente a divindade e consubstancialidade do ESPÍRITO SANTO com o PAI, o Filho JESUS. Veja exemplos em: Mt 28.19, 1 Co 12.4-6; 2 Co 13.13; Ef 4.4-6; 1 Pe 1.2.
a - Na bênção apostólica
"A graça do Senhor JESUS CRISTO, e o amor de DEUS, e a comunhão do ESPÍRITO SANTO seja com vós todos" (2 Co 13.13).
b - No louvor
"E clamavam uns para com os outros, dizendo: SANTO [DEUS], SANTO [JESUS], SANTO [ESPÍRITO SANTO] é o Senhor dos Exércitos: toda a terra está cheia da sua glória" (Is 6.3).
c - No batismo
"Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do ESPÍRITO SANTO..." (Mt 28.19).
d - Nos dons
"Ora há diversidade de dons, mas o ESPÍRITO é o mesmo. E há diversidade de ministérios, mas o Se¬nhor [JESUS] é o mesmo. E há diversidade de opera¬ções, mas é o mesmo DEUS que opera tudo em todos" (1 Co 12.4-6).
e - Na unidade da fé
"Há um só... ESPÍRITO... um só Senhor [JESUS]... um só DEUS e Pai de todos..." (Ef 4.4,6).
f - No testemunho
"Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o ESPÍRITO SANTO; e estes três são um" (1 Jo 5.7).
g- Na Eleição
Eleitos segundo a presciência de DEUS Pai, em santificação do ESPÍRITO, para a obediência e aspersão do sangue de JESUS CRISTO: Graça e paz vos sejam multiplicadas.
1 Pedro 1:2

O ESPÍRITO penetra todas as coisas, até mesmo as profundezas de DEUS (1 Co 2.10,11)
Na trindade o ESPÍRITO SANTO parece fazer a ligação entre o PAI e o Filho JESUS e vemos isso no tetragrama com as letras que compõem o nome de DEUS, as quatro consoantes, YHWH. Esse H, parece indicar a ligação do ESPÍRITO SANTO na Trindade entre as três pessoas. (Interpretação minha).
Esse mesmo H parece ser enviado ao nome de alguém como Abrahão (nas diversas línguas tem um H que veio de DEUS, não no português) - Em Inglês, por exemplo, Abraham.
Sabemos que o poder para se realizar obras está no ESPÍRITO SANTO. ´E chamado por JESUS de Dedo de DEUS. (
O contexto é - dará o Pai celestial o ESPÍRITO SANTO àqueles que lho pedirem? Lucas 11:13a
E, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam vossos filhos? Eles, pois, serão os vossos juízes.
Mas, se eu expulso os demônios pelo dedo de DEUS, certamente a vós é chegado o reino de DEUS. Lucas 11:19,20
Mas, se eu expulso os demônios pelo ESPÍRITO de DEUS, logo é chegado a vós o reino de DEUS. Mateus 12:28
O ESPÍRITO do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração, Lucas 4:18

JESUS o chama de "outro Consolador" (Jo 14.16).
OUTRO
JESUS prometeu dar aos seus discípulos “outro Consolador” (Jo 14.16). A palavra “outro” aqui corresponde ao original grego “allos”, que significa “outro”, mas da mesma natureza, da mesma espécie e da mesma qualidade. As Pessoas da deidade eternamente são coexistentes em uma união perfeita de uma só natureza, substância e essência.

CONSOLADOR
João 14.16 O CONSOLADOR. JESUS chama o ESPÍRITO SANTO de "Consolador". Trata-se da tradução da palavra grega parakletos, que significa literalmente "alguém chamado para ficar ao lado de outro para o ajudar". É um termo rico de sentido, significando Consolador, Fortalecedor, Conselheiro, Socorro, Advogado, Aliado e Amigo. O termo grego para "outro" é, aqui, allon, significando "outro da mesma espécie", e não heteros, que significa outro, mas de espécie diferente. Noutras palavras, o ESPÍRITO SANTO dá prosseguimento ao que CRISTO fez quando na terra. (1) JESUS promete enviar outro Consolador. O ESPÍRITO SANTO, pois, faria pelos discípulos, tudo quanto CRISTO tinha feito por eles, enquanto estava com eles. O ESPÍRITO estaria ao lado deles para os ajudar (cf. Mt 14. 30,31), prover a direção certa para suas vidas (v. 26), consolar nos momentos difíceis (v. 18), interceder por eles em oração (Rm 8.26,27; cf. 8.34) e permanecer com eles para sempre. (2) A palavra parakletos é aplicada ao Senhor JESUS em 1 Jo 2.1. JESUS, portanto, é nosso Ajudador e Intercessor no céu (cf. Hb 7.25) enquanto que o ESPÍRITO SANTO é nosso Ajudador e Intercessor, habitando em nós, aqui na terra (Rm 8.9,26; 1 Co 3.16; 6.19; 2 Co 6.16; 2 Tm 1.14).
Dicionário Strong em Português - παρακλητος parakletos
1) chamado, convocado a estar do lado de alguém, esp. convocado a ajudar alguém
1a) alguém que pleiteia a causa de outro diante de um juiz, intercessor, conselheiro de defesa, assistente legal, advogado
1b) pessoa que pleiteia a causa de outro com alguém, intercessor
1b1) de CRISTO em sua exaltação à mão direita de DEUS, súplica a DEUS, o Pai, pelo perdão de nossos pecados
1c) no sentido mais amplo, ajudador, amparador, assistente, alguém que presta socorro
1c1) do SANTO ESPÍRITO, destinado a tomar o lugar de CRISTO com os apóstolos (depois de sua ascensão ao Pai), a conduzi-los a um conhecimento mais profundo da verdade evangélica, a dar-lhes a força divina necessária para capacitá-los a sofrer tentações e perseguições como representantes do reino divino
AJUDADOR é a melhor interpretação, sendo que Ele é nosso intercessor na terra (...ESPÍRITO intercede por nós com gemidos inexprimíveis. Romanos 8:26), enquanto que JESUS o é no céu (o qual está à direita de DEUS, e também intercede por nós. Romanos 8:34), Ele é nosso advogado na Terra (como haveis de responder; Lucas 21:14), enquanto que JESUS o é no céu (Advogado para com o Pai, JESUS CRISTO, o justo. 1 João 2:1):
O ESPÍRITO SANTO NOS AJUDA:
- Nos ajuda a orar - Romanos 8:26
- Nos ajuda a entender a Bíblia, nos ensina - João 14.26
- Nos ajuda a lembrar - João 14.26
- Nos ajuda a falar quando não sabemos o que dizer - Lucas 12.12
- Nos ajuda a ganhar almas - João 16.8
- Nos ajuda a saber o futuro - João 16.13
- Nos ajuda nos Guiando - João 16.13

3. Obras divinas.
Suas obras o revelam como DEUS. Seu poder é utilizado para realização das obras divina desde a criação (gn 1.2).
JESUS se utilizou desse poder que o ESPÍRITO SANTO tem para realizar suas obras maravilhosas aqui na Terra e ser guiado por Ele.
(Então, pela virtude do ESPÍRITO, voltou JESUS para a Galiléia, e a sua fama correu por todas as terras em derredor. Lucas 4:14; O ESPÍRITO do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração, A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do Senhor. Lucas 4:18,19; E toda a multidão procurava tocar-lhe, porque saía dele virtude, e curava a todos. Lucas 6:19; Mas, se eu expulso os demônios pelo ESPÍRITO de DEUS, logo é chegado a vós o reino de DEUS. Mateus 12:28; E aconteceu que, num daqueles dias, estava ensinando, e estavam ali assentados fariseus e doutores da lei, que tinham vindo de todas as aldeias da Galiléia, e da Judéia, e de Jerusalém. E a virtude do Senhor estava ali para os curar. Lucas 5:17).

O ESPÍRITO SANTO é o Criador do Universo e dos seres humanos junto com o PAI e o Filho JESUS (Jó 26.13; 33.4; Sl 104.30).
O ESPÍRITO SANTO gerou JESUS como homem (Mt 1.20; Lc 1.35) e o ressuscitou dentre os mortos (1 Pe 3.18); e ressuscitará os fiéis (Rm 8.11).
O ESPÍRITO SANTO também é Senhor da Igreja, intituindo bispos (At 20.28); participante do novo nascimento (Jo 3.5,6); também é doador da vida (Ez 37.14), Ele regenera o pecador (Tt 3.5) e distribui os dons espirituais como quer (1 Co 12.7-11).
Assim, o Credo Niceno-Constantinopolitano declara para confirmar a bíblia: "E no ESPÍRITO SANTO, o Senhor e Vivificador, o que procede do Pai e do Filho, o que juntamente com o Pai e o Filho é adorado e glorificado, o que falou por meio dos profetas".

III - OS ATRIBUTOS DA DIVINDADE
Os atributos da divindade se dividem entre atributos incomunicáveis (só DEUS os possui e os pode revelar) – o ser humano não os possui), e também os atributos comunicáveis que são transferidos aos
crentes para que possam ter uma vida cristã sadia. O ESPÍRITO SANTO É SENHOR - 2 Coríntios 3.17.

1. Alguns atributos incomunicáveis.
Atributos incomunicáveis (só DEUS os possui e os pode revelar) – O ESPÍRITO SANTO comunica esses atributos por meio dos dons espírituais, como por exemplo, o dom Palavra de Sabedoria que é comunicada sobrenaturalmente revelando alguma coisa no futuro, dentro da onisciência de DEUS (Ex. E, levantando-se um deles, por nome Ágabo, dava a entender pelo ESPÍRITO, que haveria uma grande fome em todo o mundo, e isso aconteceu no tempo de Cláudio César. Atos 11:28). Já a onipresença é manifestada no dom Palavra de Conhecimento ou da ciência como em 2 Reis 6:12 (E disse um dos servos: Não, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que tu falas no teu quarto de dormir). A onipotência é revelada nos dons de poder, Fé, Milagres e Dons de Curar.
Os homens em si mesmo não possuem esses atributos. São exclusivos de DEUS. O ESPÍRITO SANTO os possui.
São eles, os principais:
Atributo que pertence exclusivamente á divindade (Rm 1.23; Hb 1.11).
a) Onipresença. Ele está presente em todos os lugares ao mesmo tempo (Sm 139.7-10; I Co 2.10).. Não podemos fugir à sua presença (Sl 139.7). Como ê bom saber que podemos contar com a sua companhia em todo o tempo.
Atentemos para duas ênfases contidas nesses textos que evidenciam a onipresença do ESPÍRITO: “Para onde me irei do teu ESPÍRITO, ou para onde fugirei da tua face?” e “O ESPÍRITO penetra todas as coisas, ainda as profundezas de DEUS”.

b) Onisciência. O ESPÍRITO SANTO tudo sabe e tudo conhece. Ele nos sonda e nos prova quanto às intenções de nosso coração (1 Co 2.10). Ninguém pode mentir àquEle que sabe toda a verdade. Lembra-se de Ananias e Safira? Nada escapa ao conhecimento do ESPÍRITO SANTO. Sua compreensão é infinita. Ele tudo sabe e nada ignora (Sl 139.2.11,13).
Esta é mais uma evidência da deidade do ESPÍRITO SANTO, o qual sabe e conhece todas as coisas (I Co 2.10,11). Isso é um fato solene, mormente se considerarmos que Ele habita em nós: “habita convosco, e estará em vós” (Jo 14.17). A primeira parte dessa declaração de JESUS indica a permanência do ESPÍRITO SANTO em nós (“habita convosco”); e a segunda, a sua presença constante dentro de nós (“e estará em vós”).
Alguém pode habitar numa casa e não estar presente nela em determinada ocasião. Porém, o ESPÍRITO SANTO quer estar sempre presente no crente, como uma das maravilhas dessa “tão grande salvação” (Hb 2.3).

c) Onipotência. Ele é DEUS. Não há impossíveis para o ESPÍRITO SANTO. O homem é limitado, mas o Consolador tudo pode fazer e o maior milagre que Ele opera no homem ê o do novo nascimento (Jo 3.3).
O divino Consolador tem pleno poder sobre todas as coisas (Sm 104.30)
O ESPÍRITO SANTO tem poder próprio. Ê dEle que flui a vida, em suas dimensões e sentidos bem como o poder de DEUS (SI 104.30; Ef 3.16; At 1.8). Isso é uma evidência da deidade do ESPÍRITO SANTO. Ele tem autoridade e poder inerentes, como vemos em toda a Bíblia, máxime em o Novo Testamento.
Em I Coríntios 2.4, na única referência (no original) em que aparece o termo traduzido por “demonstração do ESPÍRITO SANTO”, designa-se literalmente uma demonstração operacional, prática e imediata na mente e na vida dos ouvintes do evangelho de CRISTO. E isso ocorre pela poderosa ação persuasiva e convincente do ESPÍRITO, cujos efeitos transformadores foram visíveis e incontestáveis na vida dos ouvintes de então, confirmando o evangelho pregado pelo apóstolo Paulo (I Co 2.4,5).
Era nítido o contraste entre a ação poderosa do ESPÍRITO e os métodos secos e repetitivos dos mestres e filósofos gregos da época, que tentavam convencer e conseguir admiradores e discípulos mediante demonstrações encenadas de retórica, dialética e argumentação filosófica; isto é, “sabedoria dos homens” (v.5). Que diferença faz o evangelho de poder do Senhor JESUS CRISTO, o qual “é o poder de DEUS para a salvação de todo o que crê” (Rm 1. 16)1
Paulo reconhecia que os mestres gregos o superavam em capacidade acadêmica e humana (2 Co 10.10; 11.6). Mas a sabedoria, a oratória e a argumentação filosófica deles era tão-somente um espetáculo teatral, vazio, que atingia apenas os sentidos dos espectadores. No apóstolo Paulo, ao contrário, operava, nesse sentido, o poder de DEUS (I Co 2.4,5; Cl 1.29; I Ts 1.5; 2 Co 13.10).
O poder do ESPÍRITO SANTO, que evidencia a sua deidade, é também revelado em passagens como Lucas 1.35, Jó 26.13 e 33.4, Salmos 33.6 e Gênesis 1.1,2. Esse divino poder, como já afirmamos, é liberado através da pregação do evangelho de CRISTO:
Na conversão dos ouvintes (Ato 2.37,38).
No batismo com o ESPÍRITO SANTO para os novos crentes (Ato 10.44).
Na expulsão de Espíritos malignos (Ato 8.6,7; Lc 11.20).
Na cura divina dos enfermos (Ato 3.6-8).
Na obediência dos crentes ao Senhor (Rm 16.19).

d) Eternidade. Ele é infinito em existência; sem princípio; sem fim; sem limitação de tempo (Hb 9.14). Ele estava presente no princípio, quando todas as coisas foram criadas (Gn 1.1,2).
Outros atributos. O ESPÍRITO de DEUS é denominado Senhor (2 Co 3.16-18); é descrito como Criador (Jó 26.13; 33.4; Sm 33.4; 104.3; Gn 1.1,2; Ez 37.9,10); e é classificado e mencionado juntamente com o Pai e o Filho, o que, claramente, é uma grande evidência da sua divindade.

2. Alguns atributos comunicáveis.
a) O ESPÍRITO SANTO é santo. "Santo" não como que tendo recebido esta santidade externamente, mas como consequência direta de sua natureza santa. ELE mesmo é santo. Ele nos santifica (Rm 15.16;1 Co 6.11).
b) O Fruto do ESPÍRITO e suas 9 qualidades é um atributo do ESPÍRITO SANTO que nos comunica suas virtudes. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Gálatas 5:22.
c) Os dons do ESPÌRITO SANTO são também seus atributos que nos capacita a fazer a obra a de DEUS, reúne multidões para ouvir o evangelho e confirma nossa pregação como advinda de DEUS. Ai há muitas conversões com o ESpÍRITO SANTO os convencendo do pecado, da justiça e do juízo (João 16:8).
Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil. Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer. 1 Coríntios 12:7-11
Também muitos dos que seguiam artes mágicas trouxeram os seus livros, e os queimaram na presença de todos e, feita a conta do seu preço, acharam que montava a cinqüenta mil peças de prata. Atos 19:19 - E, apegando-se o coxo, que fora curado, a Pedro e João, todo o povo correu atônito para junto deles, ao alpendre chamado de Salomão Atos 3:11
E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém. Marcos 16:20

3. O ESPÍRITO SANTO e a Trindade.
Terceira Pessoa da Trindade
DEUS é uno e, ao mesmo tempo, triúno (Gn 1.1,26; 3.22; 11.7; Dt 6.4; 1 Jo 5.7 . O Pai, o Filho e o ESPÍRITO são três divinas e distintas Pessoas. São verdades bíblicas que transcendem a razão humana e as aceitamos alegremente pela fé. A fé em DEUS deve preceder a doutrina (I Tm 4.6).
Se a unidade composta do homem — ESPÍRITO, alma e corpo — continua como um fato inexplicável para a ciência e para os homens mais sábios e santos, quanto mais a triunidade do Pai, do Filho e do ESPÍRITO SANTO!
As três divinas Pessoas da Trindade são co-eternas e iguais entre si. Mas, em suas operações concernentes à criação e à redenção, DEUS, o Pai, planejou a criação de tudo (Ef 3.9); DEUS, o Filho, executou o plano, criando (Jo 1.3; Cl 1.16; Hb 1.2; 11.3); e DEUS, o ESPÍRITO SANTO, vivificou, ordenou, pôs tudo, todo o universo, em ação: desde a partícula infinitesimal e invisível até ao super-macroscópico objeto existente (Jó 33.4; Jo 6.63; Gl 6.8; Sm 33.6; Tt 3.5). Ou seja, o Pai domina, o Filho realiza, e o ESPÍRITO SANTO vivifica, preserva e sustenta.
Na redenção da humanidade, o Pai planejou a salvação, no céu; o Filho consumou-a, na terra; e o ESPÍRITO SANTO realiza e aplica essa tão grande salvação à pessoa humana. Entretanto, num exame cuidadoso da Bíblia vemos que, em qualquer desses atos divinos, as três Pessoas da Trindade estão presentes.
Uma tentativa de definição do trino DEUS é: DEUS Pai é a plenitude da divindade invisível (Jo 1.18). DEUS Filho é a plenitude da divindade manifesta (Jo I7). DEUS ESPÍRITO SANTO é a plenitude da divindade operando na criatura (I Co 2.12-16).
Para os sentidos físicos do homem, por condescendência de DEUS, vemos as três Pessoas da Trindade no batismo de JESUS. O Pai eterno falou do céu, o ESPÍRITO SANTO desceu em forma visível de pomba — uma alegoria —, e o Filho estava sendo batizado no rio Jordão, para cumprir toda a justiça (Mt 3.16,17).

IV - PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO

1. As faculdades da personalidade.
O ESPÍRITO SANTO É UMA PESSOA DA TRINDADE
UMA PESSOA SE ENTRISTECE
E não entristeçais o ESPÍRITO SANTO de DEUS, no qual estais selados para o dia da redenção. Efésios 4:30
UMA PESSOA FALA
E disse o ESPÍRITO a Filipe: Chega-te, e ajunta-te a esse carro. Atos 8:29
E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o ESPÍRITO SANTO: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado. Atos 13:2
Bem falou o ESPÍRITO SANTO a nossos pais pelo profeta Isaías, Atos 28:25b
Portanto, como diz o ESPÍRITO SANTO: Se ouvirdes hoje a sua voz, Hebreus 3:7
E disse-me o ESPÍRITO que fosse com eles, nada duvidando; e também estes seis irmãos foram comigo, e entramos em casa daquele homem; Atos 11:12.
UMA PESSOA SE ALEGRA
Naquela mesma hora se alegrou JESUS no ESPÍRITO SANTO, Lc 10.21
Com gozo do ESPÍRITO SANTO. 1 Tessalonicenses 1:6b
Porque o reino de DEUS não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no ESPÍRITO SANTO. Romanos 14:17
UMA PESSOA QUE CONSTITUI LÍDERES
Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o ESPÍRITO SANTO vos constituiu bispos. Atos 20.28a
O ESPÍRITO SANTO DÁ DONS COMO QUER
Porque a um pelo ESPÍRITO é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo ESPÍRITO, a palavra da ciência; E a outro, pelo mesmo ESPÍRITO, a fé; e a outro, pelo mesmo ESPÍRITO, os dons de curar; E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo ESPÍRITO opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer. 1 Coríntios 12:7-11
A graça do Senhor JESUS CRISTO, e o amor de DEUS, e a comunhão do ESPÍRITO SANTO seja com todos vós. Amém. 2 Coríntios 13:14
O ESPIRITO SANTO ENSINA E FAZ LEMBRAR
As quais também falamos, não com palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o ESPÍRITO SANTO ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. 1 Coríntios 2:13.
Mas aquele Consolador, o ESPÍRITO SANTO, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. João 14:26
ESPÍRITO SANTO DÁ TESTEMUNHO TANTO NO CÉU COMO NA TERRA, TANTO COM O PAI, QUANTO COM O FILHO.
Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o ESPÍRITO SANTO; e estes três são um. E três são os que testificam na terra: o ESPÍRITO, e a água e o sangue; e estes três concordam num1 João 5:7,8.

Personalidade
• Atributos de personalidade: a) inteligência (capacidade de conhecimento) — 1 Co 2.10 comparado com Is 11.2; b) vontade própria (capacidade de escolha) — 1 Co 12.11; c) sensibilidade (capacidade de emoção) — Ef 4.30; Rm 15.30.
• Atividades pessoais exercidas pelo ESPÍRITO SANTO: a) ensina — Jo 14.26; b) testifica — Jo 15.26; c) guia — Rm 8.14; d) convence — Jo 16.7,8; e) contende — Gn 6.3; f) ordena e dirige — At 8.29; 13.1,3; g) intercede — Rm 8.26, 34; h) realiza milagres — At 8.39.
• ESPÍRITO SANTO contradiz as regras de gramática — Palavra grega pneuma (espírito) é do gênero neutro. Uso de 3 espécies de pronomes, todos do gênero masculino: a) pronome demonstrativo masculino — Jo 16.13,14 (este, esse, aquele); b) pronomes relativos masculinos — Jo 15.26 e Ef 1.14 (que, o qual); c) pronome pessoal masculino — Jo 16.6,8 (vo-lo enviarei).
• Farta dentificação pessoal - textos: Jo 14.16,17,26, 15.26, 16.7,13; At 1.8, 5.9,32, 8.18, 10.19,29,47, 13.2, 19.6; Rm 8.16; 1 Co 2.10,11; 2 Co 3.17; Ap 2.11,29; 3.6,13,22. O nome JESUS é encontrado 905 vezes no NT, algumas vezes sem artigo. Símbolos do ESPÍRITO SANTO nas suas atividades: água, fogo, pomba, azeite. JESUS: porta (Jo 10.9), videira (Jo 15.1), caminho (Jo 14.6), etc. ESPÍRITO SANTO é pessoa tanto quanto JESUS.(http://www.cacp.org.br/a-deidade-do-espirito-santo)

A Personalidade do ESPÍRITO SANTO
A Bíblia apresenta o ESPÍRITO SANTO como um Ser dotado de personalidade, isto é, que possui ou contém em si mesmo os elementos de existência pessoal, em contraste com a existência impessoal
Pode-se dizer que a personalidade existe quando se encontram em uma única combinação, inteligência, emoção e volição, ou ainda autoconsciência e autodeterminação. Deste modo, ao usarmos o termo "pessoa", aplicando-o aos membros da Trindade, deve ser entendido em sentido qualitativo ou limitado, e não em organismos separados, confundindo-o com corporalidade, conforme usamos o termo em relação ao homem.
A Bíblia mostra a personalidade do ESPÍRITO SANTO quando diz que:
Ele cria e dá vida (Jó 33.4).
Ele nomeia e comissiona ministros (Is 48.16; At 13.2; 20.28).
Ele dirige onde os ministros devem pregar (At 16.6,7).
Ele instrui o que os ministros devem pregar (1 Co 2.14).
Ele falou através dos profetas (At 1.16; 1 Pd 1.11,12; 2 Pd 1.21).
Ele contende com os pecadores (Gn 6.3).
Ele reprova (Jo 16.8).
Ele consola (Act 9.31).
Ele nos ajuda em nossas fraquezas (Rm 8.26).
Ele ensina (Jo 14.26; 1 Co 12.3).
Ele guia (Jo 16.13).
Ele santifica (Rm 15.16; 1 Co 6.11).
Ele testifica de CRISTO (JO 15.26).
Ele glorifica a CRISTO (Jo 16.14).
Ele tem poder próprio (Rm 15.13).
Ele sonda tudo (Rm 11.33,34; 1 Co 10,11).
Ele age segundo a sua vontade (1 Co 12.11).
Ele habita com os Santos (Jo 14.17).
Ele pode ser entristecido (Ef 4.30).
Ele pode ser envergonhado (Is 63.10).
Ele pode sofrer resistência (Act 7.51).
Ele pode ser tentado (Act 5.9).

2. Reações do ESPÍRITO SANTO.
O ESPÍRITO SANTO É QUEM DETÉM O ANTICRISTO
Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama DEUS, ou se adora; de sorte que se assentará, como DEUS, no templo de DEUS, querendo parecer DEUS. Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco? E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora o retém até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; 2 Tessalonicenses 2:3-8 - O ESPÍRITO SANTO É QUEM DETÉM O ANTICRISTO PARA QUE NÃO REINE ANTES DA HORA CERTA - DURANTE A GRANDE TRIBULAÇÃO.
2 Tessalonicenses - 2.7 - Comentários Bíblicos TT W. W. Wiersbe
Por que Satanás não consegue revelar antes o "homem da iniqüidade"? Porque DEUS está refreando as forças do mal no mundo de hoje. Satanás não pode fazer o que bem entende, quando bem entende. Nosso Senhor soberano é capaz de fazer até a ira do homem louvá-lo: "e do resíduo das iras te cinges" (Sl 76:10). Em 2 Tes 2:6, 7, Paulo menciona uma força repressora que hoje está colaborando para que os acontecimentos sigam o cronograma.
O que ou quem é esse repressor? Paulo explicou isso aos tessalonicenses quando os ensinou pessoalmente, mas não incluiu essa informação em nenhuma das cartas. O repressor está atuando hoje no mundo e continuará em ação até que seja "tirado do meio deles" (2 Ts 2:7b).
Convém observar que, em 2 Tes 2:6, Paulo refere-se ao repressor de modo neutro ("o que o detém"), enquanto em 2 Tes 2:7, usa o gênero masculino ("aquele que agora o detém"). O repressor é um indivíduo que se encontra presente em nosso meio, mas que, um dia, será "afastado".
Vários estudiosos da Bíblia identificam o repressor como o ESPÍRITO SANTO de DEUS. Sem dúvida, ele faz parte do plano de DEUS e opera no meio da Igreja cumprindo os propósitos de DEUS. Quando a Igreja for arrebatada, o ESPÍRITO SANTO não será removido do mundo (do contrário, ninguém poderia ser salvo durante a Tribulação), mas será afastado de modo que Satanás e suas hostes possam atuar. Por certo, o ESPÍRITO SANTO estará presente na Terra durante o Dia do Senhor, mas não agirá mais refreando o mal como faz hoje.
Apesar das fraquezas e dos aparentes fracassos da Igreja, não se deve jamais subestimar sua importância no mundo. As pessoas que criticam a Igreja não se dão conta de que a presença do povo de DEUS neste mundo dá aos não salvos a oportunidade de receber a salvação. A presença da Igreja adia a vinda do julgamento. Ló não era um homem consagrado ao Senhor, mas foi sua presença em Sodoma que refreou a ira de DEUS {Gn 19:12-29). Há dois planos em ação no mundo de hoje: o plano de DEUS para a salvação e o plano de Satanás para o pecado, o "mistério da iniquidade". DEUS tem um cronograma para seu plano, e Satanás não pode fazer coisa alguma para mudá-lo. Assim como houve uma "plenitude do tempo" para a vinda de CRISTO (Gl 4:4), também haverá uma "plenitude do tempo" para o surgimento do anticristo, e nada acontecerá fora do cronograma divino. Uma vez que o ministério repressor do ESPÍRITO de DEUS tiver chegado ao fim, o acontecimento seguinte poderá ocorrer.

O ESPÍRITO SANTO reage quando é confrontado, quando é entristecido, quando é desrespeitado, quando é desobedecido. isso é mais uma prova de sua personalidade como pessoa da Trindade, como DEUS.
Pedro obedeceu ao Espírito Santo (At 10.19,21). Ananias mentiu ao Espírito Santo (At 5.3). Estêvão disse que os judeus sempre resistiram ao Espírito Santo (At 7.51). O apóstolo Paulo nos recomenda não entristecer o Espírito Santo (Ef 4.30); os fariseus blasfemaram contra o Espírito Santo (Mt 12.29-31); os cristãos são batizados em nome do Espírito Santo (Mt 28.19).
Muitas vezes podemos perceber que nossa alegria e até mesmo nossa pregação tão bem preparada desaparecem de repente no púpito. É a sensibilidade do ESPÍRITO SANTO. ELE reage a alguma coisa que fizemos ou dissemos e não lhe agradou. Por exemplo: quando assistimos futebol antes de ir pregar na igreja. Quando discutimos e brigamos com nosaa esposa ou filhos antes de nos congregar, quando fofocamos nas redes sociais antes do culto ou durante o mesmo, Etc... Cada um deve perceber que o ESPÍRITO SANTO reage aos mínimos detalhes do nosso comportamento cristão.

BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO
E a todo aquele que proferir uma palavra contra o Filho do homem, isso lhe será perdoado; mas ao que blasfemar contra o ESPÍRITO SANTO, não lhe será perdoado. Lucas 12.10
Blasfêmia é atribuir a Satanás o que o ESPÍRITO SANTO faz
A Blasfêmia geralmente é o desejo de "eliminar DEUS do próprio coração"
Quando alguém blasfema nem sente mais que DEUS existe - nunca mais entra numa igreja. Se torna inimigo de DEUS.
Blasfêmia - (Strong Português) - βλασφημεω - blasphemeo
1) falar de modo repreensível, injuriar, insultar, caluniar, blasfemar
2) ser mal falado por, injuriado, insultado
BEP - CPAD - 12.31 BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO. A blasfêmia contra o ESPÍRITO SANTO é a rejeição contínua e deliberada do testemunho que o ESPÍRITO SANTO dá de CRISTO, da sua Palavra e da sua obra de convencer o homem, do pecado (cf. Jo 16.7-11). Aquele que rejeita a voz do ESPÍRITO e se opõe a ela, afasta de si mesmo o único recurso que pode levá-lo ao perdão o ESPÍRITO SANTO. Os passos que levam à blasfêmia contra o ESPÍRITO:
(1) entristecer o ESPÍRITO. Se isto for contínuo, levará à resistência ao ESPÍRITO (Ef 4.30);
(2) resistir ao ESPÍRITO leva ao apagamento do ESPÍRITO dentro da pessoa (1 Ts 5.19);
(3) apagar o ESPÍRITO leva ao endurecimento do coração (Hb 3.8-13);
(4) o endurecimento do coração leva a uma mente réproba e depravada, a ponto de chamar o bem de mal e o mal de bem (Rm 1.28; Is 5.20). Quando o endurecimento do coração atinge certa intensidade que somente DEUS conhece, o ESPÍRITO já não contenderá para levar aquela pessoa ao arrependimento (cf. Gn 6.3; ver Dt 29.18-21; 1 Sm 2.25; Pv 29.1). Quanto àqueles que se preocupam pensando que já cometeram o pecado imperdoável, a sua disposição de se arrependerem e quererem o perdão, é evidência de que não cometeram o tal pecado imperdoável.
Para pessoa que fala “contra o ESPÍRITO SANTO” não há perdão. (Comentário NT Kestimaker e Hendriksen).
Por que não? Aqui, como sempre quando o próprio texto não é imediatamente claro, o contexto histórico deve ser nosso guia. Veja Lucas 11.15, 18; Marcos 3.22; cf. João 7.20; 8.48, 52; 10.20. Dele aprendemos que os amargos adversários de JESUS estiveram atribuindo a Satanás o que o ESPÍRITO SANTO fazia por meio de JESUS. Além disso, eles faziam isso voluntariamente, deliberadamente. A despeito de todas as evidências em contrário, ainda estavam afirmando que JESUS expulsava os demônios pelo poder de Belzebu. Ora, ser perdoado subentende que o pecador arrependeu-se verdadeiramente. Entre os oponentes estava totalmente ausente esse pesar genuíno pelo pecado. Em lugar do arrependimento, puseram o endurecimento; em lugar da confissão, conspiração. E assim, por meio de sua própria dureza criminosa e completamente injustificada, estavam se condenando a si próprios.

CONCLUSÃO
O ESPÍRITO SANTO tem na Bíblia toda a revelação divina de que é DEUS. Houve um esquecimento das doutrinas básicas de nossa fé, ensinadas pelos apóstolos e também por Paulo e seus auxiliares, por parte da igreja após 100 anos. O ESPÍRITO SANTO era conhecido como DEUS pelos primeiros cristãos. A divindade do ESPÍRITO SANTO à luz da Bíblia é vista na divindade declarada, na divindade revelada e nas obras divinas realizadas pelo ESPÍRITO SANTO. Os atributos da divindade se dividem entre atributos incomunicáveis (só DEUS os possui e os pode revelar) – o ser humano não os possui), e também os atributos comunicáveis que são transferidos aos crentes para que possam ter uma vida cristã sadia. O ESPÍRITO SANTO e a trindade é claramente percebido na Bíblia principalmente na Grande Comissão (Mt 28.19), na Bênção Apostólica ( 2 Co 13.13 ) e em João 5:7,8. . A personalidade do ESPÍRITO SANTO é vista claramente pelas suas faculdades e reações.
Referências Bibliográficas (outras estão acima)
Bíblia Amplificada - Bíblia Católica Edições Ave-Maria - Bíblia da Liderança cristã - John C Maxwell - Bíblia de Estudo Aplicação pessoal - CPAD - Bíblia de Estudo Almeida. Revista e Atualizada. Barueri, SP:Sociedade Bíblica do Brasil, 2006 - Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego. Texto bíblico Almeida Revista e Corrigida. Bíblia de Estudo Pentecostal. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida, com referências e algumas variantes. Revista e Corrigida, Edição de 1995, Flórida- EUA:CPAD, 1999. Bíblia Ilúmina em CD - Bíblia de Estudo NVI em CD - Bíblia Thompson EM CD. - Bíblia NVI - Bíblia Reina Valera - Bíblia SWord - Bíblia Thompson - Bíblia VIVA - Bíblia Vivir - Bíblias e comentários e dicionários diversas da Bíblia The Word - Comentário Bíblico Moody - Comentário Bíblico Wesleyano - Champlin, Comentário Bíblico. Hagnos, 2001 - Coleção Comentários Expositivos Hagnos - Hernandes Dias Lopes - Comentário Bíblico - John Macarthur - Concordância Exaustiva do Conhecimento Bíblico "The Treasury of Scripture Knowledge" - CPAD - http://www.cpad.com.br/ - Bíblias, CD'S, DVD'S, Livros e Revistas. BEP - Bíblia de Estudos Pentecostal. - Dicionário de Referências Bíblicas, CPAD - Dicionário Strong Hebraico e Grego - Dicionário Teológico, Claudionor de Andrade, CPAD - Dicionário Vine antigo e novo testamentos - CPAD - Enciclopédia Ilúmina - Série Cultura Bíblica - Vários autores - Vida Nova - Sociedade Religiosa Edições Vida Nova ,Caixa Postal 21486, São Paulo - SP, 04602-970 - - HORTON, Stanley M. Teologia Sistemática: Uma perspectiva Pentecostal. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1996 - Dicionário Bíblico Wycliffe -Wiesber, Comentário Bíblico. Editora Geográfica, 2008 - W. W. Wiersbe Expositivo - Pequena Enciclopédia Bíblica - Orlando Boyer - CPAD - Comentário do Novo Testamento de Adam Clarke - CPAD - GRUDEM, W. Manual deTeología Sistemática. Editora Vida, I a . Edição, 2001, p.258 - WWAD, S. A Terra Santa em Cores (revista), Jerusalém. Ralphot Ltda. 1986, pp.44-48 SILVA, Severmo Pedro da. A Vida de CRISTO. CPAD, 2 a . Edição, 2000, pp.49-57 - JOSEFO, Flávio. História dos Hebreus. Livro III. CPAD, 8 a . Edição, 2004 [Art. 120], pp.I76-I77 - Enciclopédia Judaica.No 1. V Editora e Livraria Sêfer Ltda, 1989, p.73 - MEDRANO, R. Pitágoras e seus versos dourados.1993, p.I3 - Charles F. Pfeiffer, Howard F. Vos, John Rea - CPAD - Manual Bíblico Entendendo a Bíblia, CPAD - Peq.Enc.Bíb. - Orlando Boyer - CPAD -
BANCROFT, E. H. Teologia Elementar. Editora Batista Regular. - VÍDEOS da EBD na TV, da LIÇÃO ATUAL INCLUSIVE - http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm -- www.ebdweb.com.br - www.escoladominical.net - www.gospelbook.netwww.portalebd.org.br/ -

Exibições: 2

Comentar

Você precisa ser um membro de TvMissionaria.org para adicionar comentários!

Entrar em TvMissionaria.org

© 2017   Criado por Gladson e Mary - TvMissionaria.   Ativado por

BANNERS  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço